terça-feira, 23 de agosto de 2011

Rede de hambúrgueres incentiva a redução no consumo de hambúrgueres?

Uma rede de fast food sueca está dando o que falar. A Max Burgers resolveu se adaptar à tendência de adotar práticas mais sustentáveis e combater à obesidade, pedindo aos seus clientes que consumam menos hambúrgueres. A proposta da rede é bastante revolucionária, já que seu prato principal é o hambúrguer.



Esta foi uma decisão tomada diante da pressão da opinião pública e de relatórios de uma consultoria  que aconselhou a Max Burgers a abdicar da carne de vaca. Os relatórios diziam que “o problema é que vocês fazem hambúrgueres”. O sanduíche era responsável por até 85% da pegada de carbono da empresa.

Esta capacidade de adaptação a novos cenários foi crucial para o sucesso da Max Burgers. A cadeia sueca passou então a adotar várias medidas para tornar a empresa mais sustentável, entre elas, a instalação de painéis solares e a plantação de árvores na África para diminuir a pegada de carbono.

Mas a ação mais surpreendente, foi sem dúvida, a de incentivar seus clientes a comer menos carne.  A empresa soube se adaptar e  introduziu em seu menu  vários itens sem carne de vaca, como frango, peixe e sanduíches vegetarianos, além de colocar em suas lojas cartazes informando a pegada de carbono da rede de fast food. Ainda introduziu o conceito de 2ª feira "meatless" (sem carne)As mudanças também foram acompanhadas por uma redução nas quantidades de gordura, sal e açúcar dos alimentos e da eliminação de transgênicos do cardápio.

“Nós sempre fizemos as coisas de uma maneira um pouco diferente. O objetivo é mais do que simplesmente maximizar o lucro. Nós temos como objetivo o lucro, e gostamos dele, mas não precisamos maximizá-lo e podemos nos preocupar com as pessoas e o planeta em que vivemos”, disse Richard Bergfors, CEO da companhia, à Harvard Business Review.

Os resultados financeiros mostram que a estratégia da empresa está sendo bem sucedida. A Max Burgers possui três mil funcionários, um faturamento de US$ 200 milhões e conquistou um novo nicho de mercado: Pessoas que gostam de fast food, mas querem comidas mais saudáveis e atitudes sustentáveis. A margem de lucro da cadeia fica entre 11% e 15%.

Fontes: Época Negócios
            Dinheiro Vivo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário