quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Nova rede norte-americana chega ao Brasil

A rede americana Chili's se associa à dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó e desembarca no País para concorrer com Outback e Applebee's.

Fonte: Site da Chili's

A dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó marcou há muito tempo seu nome na música brasileira. Agora, os irmãos, que já são donos de uma rede de restaurantes, a Montana Grill, estão investindo em uma nova opção de cardápio. Eles são sócios da Chili’s Grill & Bar, rede americana com cozinha chamada de texmex, que mistura influências da culinária texana e mexicana. A primeira loja, com investimento inicial de US$ 2,5 milhões, será inaugurada em agosto, em São Paulo, no bairro de Moema. Com 1,9 mil restaurantes distribuídos por 34 países e faturamento de US$ 2,8 bilhões em 2010, há pelo menos dois anos a texana Brinker International, dona da marca, ensaia sua chegada ao Brasil. 

Os planos foram adiados pela falta, até agora, de candidatos a sócios com o perfil procurado pela empresa. Pelo modelo de negócio proposto pelos americanos, os custos de implantação da rede são divididos em partes iguais entre a Brinker International e os parceiros locais. Quem se encaixou no estilo desejado pelos texanos foi o fundo de investimento BTTO Group, que tem entre os seus sócios os cantores Chitãozinho e Xororó. “A meta é abrir um restaurante por ano nos primeiros cinco anos”, diz Rubens Macedo Filho, um dos sócios do BTTO. Segundo ele, São Paulo e regiões próximas da capital, como Alphaville e Campinas, são as mais cotadas para receber os próximos restaurantes da rede. A Chili’s chega para concorrer no nicho de casual dinning, que movimenta cerca de R$ 1,2 bilhão por ano no País e explora a faixa intermediária entre o fast-food e o restaurante tradicional. 

A nova rede vai enfrentar a concorrência de marcas como Outback, Fifties, Applebee’s e America. Mas os investidores terão de convencer os brasileiros a apreciar uma culinária que mistura os sabores do Texas e do México. “Um dos maiores desafios ao desembarcar em um novo mercado é escolher bem o cardápio e contar com sócios que saibam conduzir o negócio no País”, diz Ricardo Daumas, sócio sênior da consultoria GS&MD Gouvêa de Souza. Um exemplo de quem precisou mudar a estratégia por conta de equívocos desse tipo é o da Pizza Hut. Na primeira investida, na década de 1980, a PepsiCo, proprietária da marca à época, firmou parcerias com empresários sem experiência no varejo alimentício. Um dos erros foi apostar na venda de pizzas de pimentão – produto que não fez muito sucesso por aqui. Atualmente, com o menu remodelado, a marca está em franca expansão no Brasil. 

Mas os texanos da Brinker estão atentos a esse tipo de armadilha e não fecharam os ouvidos a nenhuma das ideias dadas pelos sócios brasileiros. “Conseguimos adaptar o cardápio e incluir hambúrgueres de picanha e caipirinhas, por exemplo”, diz Macedo Filho. Segundo Joaquim Saraiva, presidente do conselho nacional da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), outro desafio a ser enfrentado pela nova rede é a falta de mão de obra, pois o mercado está aquecido no Brasil. Quanto a isso, por enquanto, a Chili’s Grill & Bar está bem servida, diz Ivo Broder, também sócio do BTTO Group. O primeiro restaurante contará com 120 funcionários, a maioria deles já contratada. Os que atuarão na cozinha, inclusive, serão treinados por chefs americanos.


Matéria publicada na Istoé Dinheiro, por Erica Polo

Para ter mais informações sobre a rede, acesse o site Chilis
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário