quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Engenheiro civil vira empresário de sucesso na gastronomia


Imagem: Morguefile
De engenheiro civil a cozinheiro especializado em crepe. Essa foi a grande reviravolta na vida de Wilson Guerino, de 60 anos. Ele era sócio de uma empresa de construção civil e, diante de dificuldades do mercado, resolveu montar seu próprio negócio em um segmento totalmente diferente: a gastronomia.

A ideia de trabalhar com crepes surgiu quando, ao assistir um programa de televisão, Wilson conheceu a receita do crepe francês. Ele decidiu, então, testar a receita até acertar o ponto da massa do crepe. Com a novidade em mãos, começou a participar de feiras nos bairros de Goiânia. No início, para divulgar a qualidade do produto e atrair clientes, oferecia degustação gratuita. A estratégia deu certo, trouxe uma clientela fiel e gerou grande movimento em todas as feiras em que participava.

Uma vez popularizado o novo produto, Wilson se deparou com outra dificuldade: produzir o crepe em grande quantidade. Na época, não existia uma máquina específica no mercado para a produção desse tipo de produto. Aproveitando seu conhecimento em engenharia civil, ele desenvolveu seu próprio maquinário em aço inox.

Como o objetivo era crescer e se especializar cada vez mais, Wilson procurou a orientação do Sebrae em Goiás para que tanto ele quanto a sua equipe de colaboradores se capacitassem por meio dos diversos cursos oferecidos pela instituição, como Boas Práticas de Fabricação, Finanças, Controle de Caixa, Marketing e Gestão.

Com a capacitação, o negócio se desenvolveu para melhor. “Ao longo do tempo, o visual da barraca foi modificado. O toldo passou a ser padronizado, inserimos display de senhas, colocamos vídeos dos produtos na barraca e, principalmente, decidimos nomear o prato de "Crepe do Cheff”, ressalta Wilson.

Além das feiras, onde iniciou em 2006, o empresário abriu loja própria em 2010 no Banana Shopping, Centro de Goiânia, e incluiu novos pratos no cardápio. Além do exclusivo crepe francês, Wilson importou o tradicional sanduíche de mortadela e o pastel de bacalhau. O carro-chefe do negócio e prato de maior sucesso é o crepe de Filé de Frango, suficiente para satisfazer o apetite de duas pessoas, vendido a R$ 12 a unidade.

Empreendedorismo

Se depender de Wilson, o empreendedorismo não vai parar por aí. “Desde 2006, quando iniciei o trabalho em feiras, produzo também crepes sob encomenda para eventos. Já estou à procura de um novo espaço para montar mais duas lojas. Uma, inclusive, em parceria com um dos meus filhos”, diz.


Texto extraído da  Agência Sebrae

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário