quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Bares viram Patrimônio Cultural no Rio

Doze bares do Rio de Janeiro ganharam o título de Patrimônio Cultural Carioca. O subsecretário municipal de Patrimônio Cultural, Washington Fajardo, afirma que os bares marcam a identidade do carioca, e acredita que o título é uma forma de valorizar os bares da cidade. 

"Nós entendemos que os botequins são uma grife do Rio. Eles fazem parte da cultura da cidade assim como os cafés em Paris e os pubs em Londres. A valorização dos botequins atrai ainda mais o interesse da população e dos turistas. E ajuda na briga pela sobrevivência do negócio", explica Fajardo.

Café Lamas, Bar Luiz, Nova Capela, Restaurante 28, Casa Paladino, Adega Flor de Coimbra, Armazém do Senado, Bar Brasil, Bar Lagoa, Cosmopolita, Adega Pérola e Armazém São Thiago (mais conhecido como Bar do Gomez) foram os bares que já receberam o título. A maioria deles fica na região central, mas há dois na zona sul, como o Lamas, no Flamengo, e a Adega Pérola, em Copacabana.

A prefeitura do Rio de Janeiro vai fazer um estudo para determinar o que caracteriza um bar tradicional. Entre os itens considerados estão detalhes, como elementos arquitetônicos, formato do cardápio e até mesmo a maneira de retirar chope dos barris.

O decreto que transformou os bares em Patrimônio Cultural foi publicado no "Diário Oficial", no dia 5 de dezembro.

Fontes: Rádio Mundial
               JusBrasil
                Destak
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário