quarta-feira, 31 de julho de 2013

Delivery de saladas: Uma ideia que está fazendo sucesso

Em apenas oito meses, empresário conseguiu dobrar faturamento com a entrega de pratos requintados


O ramo de alimentação leve atende aos gostos dos que buscam uma vida mais saudável e anima também quem pretende fazer negócios. Foi nesse filão que o empresário natalense Rodrigo Dowsley decidiu empreender ao abrir um estabelecimento de saladas, a Chef House. Funcionando há pouco mais de um ano, a casa faz sucesso entre o público local sem sequer ter uma mesa. Tudo é entregue diretamente na residência do cliente. O cardápio é requintado e composto por saladas que misturam ingredientes diferenciados.

Imagem: Divulgação - Agência Sebrae

A salada Pollo Chef House, por exemplo, traz uma pasta de ricota com espinafre tipicamente italiana e tomates secos caseiros. A campeã de vendas é a Pollo Crocante, em que o empanado que acompanha a salada é leve e sequinho, feito à base de torradas e cereal de milho. As de camarão também fazem sucesso. Já o prato com carne de sol – Chef House nordestina - tem aroma irresistível e geralmente chega morninho ainda na casa do cliente. “Fazemos um cuscuz marroquino com abobrinha, muito especial, que acompanha as saladas Pollo Marroquina e Tilápia Marroquina”, ressalta Rodrigo Dowsley.

O preparo dos pratos é feito na hora. Se o cliente pede uma salada de camarão, por exemplo, o crustáceo é grelhado no momento que o pedido entra na cozinha e é adicionado à salada. “Por isso, ficamos conhecidos pelas hortaliças bem crocantes”, diz o proprietário do estabelecimento, que é formado em Administração Hoteleira e Gastronomia.

A ideia de montar o negócio surgiu a partir da visão empreendedora de Rodrigo Dowsley, que resolveu unir alimentação saudável com conveniência. Daí a opção pelo sistema de delivery, serviço que é terceirizado e a taxa repassada integralmente à cooperativa de entregadores. “Percebi que havia uma demanda muito grande por alimentação saudável e que tinha espaço pra oferecer uma salada totalmente diferente do que havia no mercado, algo que marcasse pelo sabor e apresentação”. Nos primeiros oito meses de funcionamento, as vendas da Chef House dobraram.

Entretanto, por trás de todo o sucesso há um histórico de dificuldades e bastante esforço, empenho e dedicação. No período de abertura do negócio, alguns fatores comprometeram o capital de giro e dificultaram uma maior fluência, como a utilização de capital próprio em vez de tomar empréstimo a taxas razoáveis, investimento superdimensionado em embalagens, tempo de obra estendido na reforma do prédio e pouca divulgação.

“Um dos maiores obstáculos do início foi a parte de precificação, pois não tínhamos conhecimento dos custos fixos e variáveis para se compor um preço ideal. A pesquisa que houve foi informal e por meio de observação do movimento de algumas casas com produtos semelhantes”, conta Dowsley. Foi nessa hora que o empreendedor procurou o Sebrae no Rio Grande do Norte, que o auxiliou com consultorias no ajuste do preço de venda e na adoção de ferramentas de marketing.

Expectativa

“Percebi que o principal ponto de melhoria era uma divulgação mais expressiva”, diz o empresário. Agora, ele pensa em abrir um restaurante. “Estamos conversando com parceiros sobre um novo projeto, mas ainda está tudo sob sigilo até que se concretize. Mas vem coisa boa por ai. E isso nos anima bastante”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário