quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Empresário se firma no mercado com venda de lanches

Há cinco anos, quando resolveu se tornar empresário, Alexandre Evaristo dos Santos percebeu que abrir o próprio negócio não era uma tarefa tão fácil quanto pensava. A primeira dificuldade veio exatamente em descobrir qual área empresarial poderia investir. As únicas experiências de Alexandre tinham sido como eletricista e vendedor ambulante.

Percebendo a vontade do filho em se tornar empreendedor e a dificuldade em definir qual segmento atuar, a mãe de Alexandre, que é salgadeira, convidou-o para juntos abrirem uma lanchonete, em Aparecida de Goiânia, cidade próxima à capital. Parecia que com o apoio e o incentivo da mãe tudo estava resolvido para o jovem de 25 anos que almejava ter sua própria empresa. Porém, depois de três meses, uma notícia transformou os planos de Alexandre. Sua mãe teve que se mudar para Manaus (AM), deixando o negócio para o filho “tomar conta”, sozinho.

Alexandre Evaristo encara desafio de empreender
Imagem: Edmar Wellington/Sebrae
Congelados

Alexandre encarou a ausência da mãe como um desafio e resolveu transformar a lanchonete, que tinha poucos meses de mercado, em uma empresa de fabricação e venda de lanches congelados: mini pizzas, empadinhas, pão de queijo e outros alimentos. Surgiu a Lanche em Casa, com serviços e produtos oferecidos na região metropolitana de Goiânia. “Percebi que existia demanda por esse tipo de serviço, porque a população estava trabalhando em um ritmo acelerado e se alimentando mal. Por isso, priorizamos alimentos de qualidade, nutritivos e que fossem de rápido preparo”, informa.

A Lanche em Casa Bufê recebe orientações de consultores do Sebrae em Goiás e os colaboradores e proprietários da empresa passam, constantemente, por cursos de capacitação. Com cinco anos de experiência e serviços prestados no mercado, a Lanche em Casa Bufê prosperou e o número de colaboradores, que no início se resumia aos dois sócios – Alexandre e sua esposa -, saltou para seis fixos, além de 25 diaristas.

O empreendimento começa as atividades às 7h30, com a produção de recheio e massas dos salgados. Após isso, é feita a montagem dos lanches e o congelamento. Depois, outra equipe trabalha no empacotamento. As vendas são feitas de acordo com as encomendas, tanto para pessoas clientes físicas quanto para estabelecimentos como supermercados e padarias.

Matéria extraída da Agência Sebrae
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário