terça-feira, 14 de julho de 2015

Festas juninas aquecem comércio de alimentos no Espírito Santo

As comidas típicas das tradicionais festas juninas não enchem apenas os olhos, mas também os bolsos de empresários do estado


Imagem: Morguefile

Embalados pelas quadrilhas, os meses de junho e julho costumam garantir bons negócios para microempreendedores individuais (MEI) e empresários que atuam na área de alimentos. Nas feirinhas, padarias, lanchonetes e mercados, as comidas e os quitutes típicos das festas de São João trazem perspectiva de melhora nas vendas.

Segundo Luiz Azevedo de Almeida, presidente do Sindipães, as padarias costumam lucrar mais no período. “Quando se faz um trabalho específico, voltado para produtos de festa junina, tem-se de 5% a 10% de aumento ao mês no faturamento”. 

O proprietário da padaria Ledut, Ricardo Augusto Pinto, aproveita o momento para tematizar o ambiente e atrair o consumidor com um mix de produtos diferenciados. “Considero esta a melhor época sazonal do ano, pois as festas abrangem junho e julho, totalizando um período de 60 dias que coincidem com as temperaturas mais baixas. Focamos na venda de caldos, canjicas, pamonhas e outros produtos típicos, alcançando um aumento de cerca de 8% nas vendas”, conta.

Segundo o diretor-técnico do Sebrae no Espírito Santo, Benildo Denadai, é importante que o empreendedor adeque seus produtos e serviços para períodos típicos, de forma geral. “Isso demonstra a capacidade do empreendedor de adequação e inovação, com foco nas expectativas dos clientes. Quem consegue se antecipar aumenta suas chances de melhorar as vendas e a margem de lucro”.

Tradicionalmente, os pratos típicos das festas juninas eram feitos em função das boas colheitas na safra de milho, daí o fato de muitos deles serem à base desse ingrediente. Bolos, pamonhas, bolinhos fritos, curau, pipoca, milho cozido, canjica são alguns dos quitutes elaborados a partir do cereal. O costume de se celebrar o período veio de Portugal, onde as festas, conhecidas pelo nome de Santos Populares, correspondem a feriados municipais. Fontes:www.brasilescola.com; www.cebrac.com.br

Mais informações:
Karla Fonseca
(27) 3041.5613
es@asn.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário