quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Pele de frango é tendência nos pratos de restaurantes dos EUA

Restaurantes de todo os Estados Unidos estão seguindo uma nova tendência gastronômica. Na busca contínua por ingredientes que sejam diferentes o suficiente para intrigar seus clientes, mas não estranhos o suficiente para assustá-los, vários chefs estão apostando na pele de frango.

Na recente conferência MUFSO 2012, em Dallas, a iguaria também foi apontada como um complemento crocante cada vez mais comum nos menus dos restaurantes norte-americanos. Na verdade, pele de frango em suas várias encarnações (cracklin ', chicharon, etc) está se tornando um complemento crocante, em diversos pratos, substituindo croutons, batatas fritas, e tortillas.

O ingrediente crocante está sendo usado em vários tipos de cozinha nos EUA
Dirk Flanigan, é chef de dois restaurantes de Chicago, o Henri e o The Gage. Ele criou a "Skin Salad", uma salada que leva pele de frango, pele de porco, pele de salmão e alfaces acompanhada por vinagrete.

No restaurante Clio, localizado em Boston, o chef Douglas Rodrigues usa pele de frango, em vez de pão, em seu sanduíche. O lanche vem recheado com queijo de cabra, cebolinha, tambouri (semente de cipreste) e cebola em conserva. O chef utiliza uma prancha que faz peso sobre a pele do frango, para deixá-la esticada e pronta para substituir o pão no sanduíche.

Rodrigues também usa pele de frango como componente de uma crocante salada de beterraba, entre outros pratos

O restaurante Tom Bergin’s Tavern, em Los Angeles, também aderiu à tendência. O chef Brandon Boudet criou as peles de frango picantes acompanhadas com queijo azul. 

A chef Deb Paquette, proprietária do Etch, em Nashville, tempera as peles com sal, pimenta e tomilho fresco. Depois de deixá-las secar e cozer no forno, as peles crocantes são servidas com hambúrgueres, saladas, e até em um prato que leva camarões e vieiras com tomates verdes, batatas, abóbora, cebola, vinagrete e essência de alho.

Ela também serve as peles de frango como aperitivo, em uma mistura de queijo de cabra e gengibre cristalizado coberto com ameixa apimentada em conserva.

Kevin Sousa, chef do restaurante Sal da Terra, em Pittsburgh, combina a carne de caranguejo com maçãs, sementes de cominho e pele de frango. Ele decora o prato com ovas de salmão e vende-o por US$ 11,00.

Em janeiro, Josh Thomsen, irá inaugurar o restaurante Agricola em Princeton, Nova Jersey, e também pretende usar a pele de frango em seu cardápio, como um elemento crocante. No menu deverá estar incluso uma sobremesa de sorvete e waffle feito com pele de frango. Ele recomenda ferver a pele em água para remover a gordura e em seguida, desidratá-la e cozê-la sob uma assadeira para mantê-la esticada.

Parece que o ingrediente conquistou mesmo o mercado norte-americano! No Brasil, alguém já está utilizando a pele de frango em seu menu?
Compartilhe com a gente!

Fonte: Food Beast
           Nation's Restaurant News
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário